Receba dicas grátis!

Entenda as diferenças entre pigmento e sombra em pó

sombra em pó

É muito comum que algumas pessoas se confundam diante de certos produtos para maquiagem. Alguns itens parecem “ser a mesma coisa” ou ter funções parecidas, o que pode levar as pessoas a fazerem uso indevido ou não aproveitar o máximo potencial nas suas makes. E aí, o resultado pode ser totalmente diferente do que é esperado.

Um bom exemplo de quando essa confusão acontece é em relação à sombra em pó e pigmento. Quais seriam as diferenças entre esses produtos? Quando o uso é mais indicado? Se você deseja encontrar as respostas para essas e outras perguntas, continue a leitura desse post!

Entenda mais sobre o pigmento

Em comparação à sombra em pó, os pigmentos possuem cores mais fortes e vibrantes. Alguns trazem glitter e outros, não. A diferença é que eles são uma espécie de “cor pura”, pois o único material utilizado no produto é o chamado pó de cor.

Os pigmentos podem ser usados para intensificar a tonalidade de uma sombra, sendo do mesmo tom ou em um tom mais escuro.

Veja sua forma de aplicação

Algumas pessoas podem considerar a forma de aplicação do pigmento uma desvantagem em relação à sombra. Isso porque é preciso prática para evitar sujeira e uma make borrada. O ideal é que, a fim de conseguir o melhor resultado na aplicação, o uso seja complementado com um fundo de cor, com o primer ou uma sombra neutra.

Esses outros produtos serão os responsáveis pela melhor fixação do pigmento na maquiagem, assim como a maior durabilidade e potencialização da cor. Sem o uso do primer, a tendência é o pigmento desaparecer mais rápido ou escorrer pelos olhos.

O pigmento pode ser usado a seco, mas requer mais cuidado. Usá-lo umedecido é mais prático e garante mais intensidade nas cores. O produto deve ser aplicado com a ajuda de um pincel achatado, se possível, de cerdas firmes. Apoie o pincel de um dos lados sobre o pigmento e esfregue na tampa, bastando uma batidinha para tirar o excesso.

Se for aplicar a seco, não esfregue ou esfume com o pincel. Apenas pressione as pálpebras.

Entenda mais sobre a sombra em pó

A sombra em pó é o produto mais conhecido e utilizado para maquiagem dos olhos. Elas podem ser encontradas em diversos tipos: compactas, cremosas, matte, brilhosas e outros. A sombra é a junção do pigmento com outros componentes, que podem variar de acordo com a marca.

Normalmente pode ser utilizado o talco, o óxido de ferro, a lanolina e a mica. A função deles, em geral é ajudar na melhor fixação da cor. A sombra em pó pode ser solta ou prensada, mais comumente conhecidas como compacta.

Veja sua forma de aplicação

A aplicação da sombra compacta é mais simples que a da sombra solta. Algumas dispensam o uso do primer ou fixadores, devido à sua composição. Mas, se precisar de alta durabilidade na sua make, preparar a pele antes é indispensável.

Para aplicar a sombra solta é válido ter mais habilidade e paciência. Assim como os pigmentos, são mais concentradas e podem fazer mais sujeira durante a aplicação. Mas, diferentemente do pigmento,(as sombras em pó) pode ser esfumada sem problemas.

A sombra compacta, especialmente em tons mais claros, dificilmente fará tanta sujeira ao cair na pele pronta. Elas podem vir em embalagens unitárias ou em duos, trios, quintetos e demais kits e paletas. Podem ser esfumadas, e o resultado costuma ser melhor em comparação com as sombras soltas.

Se for usar a sombra solta, use um pincel mais firme e curto para aplicar. As sombras compactas não precisam de tanta ajuda para a aplicação, por isso podem ser aplicadas com um pincel mais fofinho. Use o primer a fim de intensificar as cores.

Entendeu a diferença entre pigmento e sombra em pó? Agora solte sua imaginação e invista em uma bela maquiagem para os seus olhos.

Curtiu o post? Deixe aqui o seu comentário, com dúvidas ou sugestões!

Adicionar comentário